Musculação: Qualidade na Orientação e no Treinamento.

0 Flares Filament.io 0 Flares ×


Por: Prof Fabricio Fouraux

Pós-Graduado em Anatomia, Biomecânica e Medicina Desportiva.
Mestrado em Bioética.
Irei direto ao ponto, é indiscutível que a prática de atividades físicas desenvolve o corpo e tem importância ímpar para manutenção da saúde. A musculação foi a atividade que mais se desenvolveu nesses últimos anos, pois seu leque de trabalho é amplo, atendendo a objetivos diferentes. Cientes desses benefícios, muitas pessoas procuram locais especializados para prática dessa atividade, porém não têm a preocupação na escolha do mesmo. Ao colocar no papel os lugares pretendidos, diversos fatores são levados em consideração, como a proximidade de casa, estrutura física, aparelhos, preço, dentre outros, no entanto, o fator principal muitas vezes é esquecido. Ficando em segundo plano, a qualidade do acompanhamento profissional e a formação dos profissionais.
Apesar de termos leis e conselhos como o CONFEF (Conselho Federal de Educação Física) e CREF (Conselho Regional de Educação Física) para supervisionar os estabelecimentos obrigando-os a empregarem profissionais formados, muitas das vezes isso não ocorre. Em qualquer Profissão para exercer a função, o individuo deve ser graduado na mesma e na área de saúde a qual, nos Profissionais de Educação Física pertencemos, não é diferente, médicos, enfermeiros, nutricionistas e fisioterapeutas, devem possuir formação na área específica e registro no conselho respectivo.
Essa conduta visa proteger a sociedade, garantindo a sua segurança. No entanto, a tendência devido a vários fatores como aumentar os ganhos diminuindo os custos vem negligenciando a supervisão profissional. A presença de alguém formado no salão é apenas para dar satisfações legais do que propriamente para atender os praticantes. Como também temos a falta de interesse e especialização dos profissionais envolvidos, limitando o atendimento e assim conquistando um resultado abaixo do esperado.
Outro problema grave que aumentou devido a má orientação é o de pessoas com objetivos estéticos e de Saúde fazendo uma auto prescrição de atividade física, seja dentro de academias ou fora delas. Mas será que a falta de acompanhamento não prejudicaria os resultados?
Com toda a certeza, fica claro que, mesmo pessoas treinadas, a supervisão tem um papel essencial nos resultados. Devemos lembrar que a simples vivência em uma atividade não transforma em um Profissional Especializado. Se pararmos para pensar, é muito interessante ver pessoas achando que são auto-suficientes no seu treinamento enquanto atletas olímpicos, ou equipes profissionais de futebol, basquete, vôlei, dentre outras modalidades, fazem o seu treinamento prescrito por Profissionais Formados e Especializados. Será que não surtisse efeitos, gastariam dinheiro contratando técnicos e preparadores físicos?
Acredito que não, ainda mais no mundo capitalista em que vivemos. Fica claro que, independente do nível de treinamento, a supervisão por um profissional especializado, é essencial para garantir a segurança e os resultados. Na hora de escolher uma academia, não basta observar se ela está na moda, é barata ou bonita. Lembre-se a qualidade dos profissionais que nela trabalham, acompanhamento adequado pode representar a diferença entre ter ou não ter resultados, entre viver com mais saúde ou se lesionar afastando-se da atividade por um período. Portanto, quando for procurar um local para treinar, mais do que qualquer outra coisa, observe principalmente se você terá acompanhamento direto de bons profissionais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0 Flares Google+ 0 Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta