INSÔNIA A EPIDEMIA CRESCE POR AI!

2 Flares Filament.io 2 Flares ×
Por:
Prof. Fabricio Fouraux
Pós-graduado em Anatomia Humana, Biomecânica Humana e Medicina Desportiva.
Mestrado em Bioética e Direitos da Saúde.

Quem nunca passou pela situação de virar para um lado e outro na cama, puxar o lençol, usar de artifícios como contar carneirinhos? Esse é um problema que se agrava a cada dia, sendo que muito relacionado ao seu dia dia e hábitos de vida. Para se ter uma ideia em um estudo britânico recente metade das pessoas do Reino Unido tem dificuldades para dormir.

Na nossa realidade, Brasil, dados de 2007 revelam que 35% das pessoas reclamam de insônia, provocando problemas como irritabilidade, fadiga, perda de memória, concentração, baixa de imunidade, depressão e doenças cardíacas. Um dado interessante é que as mulheres são mais acometidas desse problema para cada 1 Homem são 3 Mulheres que sofrem nas madrugadas.

O distúrbio é marcado pela vontade de dormir e o indivíduo mesmo querendo apagar fica acordado a noite toda. Hoje a um novo conceito, quebrando o paradigma de 8 horas necessárias para dormir. Estamos atualmente baseando na satisfação do sono, se a pessoa dorme 6 horas por dia e acorda bem disposta sem problemas é natural.

Outros estudos verificaram uma redução de 7% no estado de ansiedade dos indivíduos do grupo que realizou atividade física. Quem sofre de insônia tem nível muito alto de ansiedade antes de dormir, o que é um dos principais motivos para a dificultade de iniciar e de manter o sono. Para quem não conseguiu dormir naturalmente também obtiveram resultados, foram observadas reduções na latência para o início do sono (54%) e no tempo acordado (36%) no grupo de voluntários que praticou exercício.
Foi verificado ainda,  que  quem praticou exercícios, teve aumento no tempo total (21%) e na eficiência do sono (18%). De acordo com a pesquisa, esses resultados indicam a existência de uma maneira de diminuir os sintomas de insônia sem o uso de medicamentos.
O estudo destaca a importância de utilizar o exercício físico para tratar a insônia, o que pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida de pessoas com esse que é um um dos maiores distúrbios do sono em todo o mundo.
Além da atividade física também é importante, não levar preocupações para a cama, não ir dormir com fome ou fazer uma grande refeição antes de deitar e levantar no mesmo horário todas as manhãs são indicações. 
Siga as dicas e tenha bons sonhos!

COLOQUE SEU CORPO NO LUGAR CERTO!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
2 Flares Google+ 0 Twitter 0 Facebook 2 Filament.io 2 Flares ×

Deixe uma resposta