HIIT A MENTIRA ABSOLUTA DO MOMENTO!

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

HIIT

Por: Msc. Fabricio Fouraux

Infelizmente a falta de conhecimento em Fisiologia leva a vários profissionais simplesmente entrar de cabeça em qualquer metodologia modista. Apesar de o treinamento intervalado ser antigo, somente agora com nome bonitinho em inglês HIIT veio ter a sua glória. Vários profissionais têm usado o treinamento, muitos de maneira errada e o pior inventando tendências ridículas.

Virou a febre, a solução para todos os seus problemas, tipo os produtos da Organização tabajara. Desta forma segue um artigo publicado na PUBMED, para nossa reflexão.

O objetivo deste estudo foi comparar os efeitos de 5 semanas de Treinamento Intervalado de Alta Intensidade ( HIIT ) e Treinamento de Moderada a Vigorosa Intensidade (MVCT) sobre os resultados de saúde cardiometabólico, em mulheres jovens e obesas. Envolveu trinta e uma mulheres (faixa etária dos 18-30) aleatoriamente designadas para HIIT (MODISMO DO MOMENTO) ou MVCT com programas de treinamento de cinco semanas. Os participantes no HIIT  realizaram 20 minutos de tiros 8 s ciclismo intercalados com 12 s intervalos de descanso, e aqueles em condição MVCT pedalaram continuamente por 40 min a 60-80% do consumo máximo de oxigênio, quatro dias em uma semana. Medidas como a composição corporal estimada por bioimpedância, lipídios no sangue, e hormônios sexuais no soro foram medidos no pré e pós-treinamento. Os escores de Atividade Física Prazer Scala (PAES) foram coletados durante a intervenção.

Após o treinamento, o pico de Oxigênio aumentou significativamente para ambos os programas de formação (9,1% em HIIT e 10,3% em MVCT) (p = 0,010, η2 = 0,41). Embora MVCT teve uma redução significativa no peso total do corpo (TBW, -1,8%, p = 0,034), a massa gorda (MG, – 4,7%, p = 0,002) e a percentagem de gordura corporal (PBF, -2,9%, p = 0,016 ), não houve diferenças significativas entre os grupos na mudança do pré e pós-medidas destas variáveis. O HIIT teve uma maior pontuação no PAES que o MVCT durante a intervenção. Para ambas as condições, o treinamento físico levou a um declínio nos níveis de testosterona e estradiol, mas não teve efeito significativo sobre os lipídios do sangue.

CONCLUSÃO: Ambos HIIT e MVCT são eficazes para melhorar a aptidão cardiorrespiratória e na redução de peso corporal e hormônios sexuais em mulheres jovens obesas, no entanto, HIIT é uma estratégia mais agradável e eficiente tempo.

Veja que o estudo demostra que nada é absoluto e tudo depende da pessoa. Lembre-se de fisiologia do exercício falando sobre individualidade biológica. Cada pessoa se adaptará melhor e terá melhores resultados se o profissional que a atende tenha conhecimento cientifico. Além disso, se o seu objetivo é perder gordura, somente treinar pesado não mudará muita coisa, pois uma dieta bem elaborada por um nutricionista é primordial.

Métodos devem ser adaptados às pessoas e não o contrário, desta forma procure sempre profissionais dedicados a sua saúde com resultados consistentes e garantidos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0 Flares Google+ 0 Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta